fbpx

Se você já ouviu alguém falar sobre bloqueio de criatividade ou mesmo já passou por um, sabe que essa é uma situação chata e capaz de atrapalhar bastante a rotina das pessoas.

Afinal de contas, ela prejudica a produtividade e o cumprimento das tarefas do dia, pois é difícil criar ou realizar alguma coisa sem ter ideia sequer de por onde começar, não concorda? 🙇

Mas será que você conhece os motivos que causam o problema, quais os sinais dele e como se deve encarar a dificuldade? Foi pensando nisso que preparamos este post. Confira até o fim e aprenda a dar a volta por cima! 💪🏼

Afinal, o que significa bloqueio de criatividade?

Quando o assunto é bloqueio de criatividade, logo se pensa em quem trabalha com arte, como pintores, escultores e desenhistas, e no pessoal da área da criação de produtos e serviços, entre eles publicitários, designers, arquitetos, redatores etc.

Cá entre nós: usar e explorar a criatividade realmente faz parte da rotina deles. Por outro lado, a verdade é que qualquer pessoa, sem depender de profissão, idade ou gênero, pode lidar com esse desafio em determinado momento da vida, viu? Em muitos casos, isso acontece não só uma vez, mas várias.

Esse bloqueio significa, de maneira bem simples, a incapacidade de pensar em soluções para problemas e situações de maior complexidade. É quando você precisa fazer ou resolver algo, mas fica sem ideias de como alcançar o objetivo. Daí logo bate aquela sensação de falta de inspiração, perda de talento ou pior ainda: de que você não é bom o suficiente, nem como achava ser. Chato, né?

Vale comentar que o bloqueio de criatividade pode surgir em vários momentos, entretanto ocorre com mais frequência e intensidade quando se está sob pressão, com muitas cobranças e estresse constante. A razão é simples: caso a mente carregue uma carga excessiva, fica difícil dar o melhor de si e explorar 100% da imaginação. 🧠

Principais sinais

Entre os indicativos mais claros, figuram as dificuldades de ter ideias originais, de absorver novas informações e de imaginar/pensar em coisas abstratas — mesmo que, normalmente, você faça isso até plantando bananeira.

Como se não bastasse, é comum que surja a sensação de cansaço mental, além do aumento da ansiedade e da irritação e da ocorrência de pensamentos negativos que afetam a sua autoestima.

Como lidar com o bloqueio de criatividade?

Caso identifique que está passando por um bloqueio de criatividade, não se desespere nem trate a questão como o fim do mundo. É preciso manter a calma para não ficar pilhado e acabar de mau humor, ter uma crise nervosa e até causar um desentendimento com os outros.

Procure relaxar e recarregar as energias para, mais tarde, retomar o trabalho de onde parou. Por isso, são boas alternativas:

  • tirar alguns minutos ou mesmo horas para fazer um exercício físico;
  • meditar;
  • dormir um pouco;
  • simplesmente assistir a um filme ou a uma série de comédia, por exemplo.

Vale qualquer coisa que consiga lhe animar, divertir e descansar a sua mente por um tempo, ok?

De que maneira estimular a criatividade no dia a dia?

Agora você já está por dentro do que significa bloqueio de criatividade, como ele surge, quais os sinais que você apresenta quando está com o problema e inclusive maneiras de resolvê-lo.

É hora, então, de falar a respeito de um aspecto muito importante: o estímulo do seu lado criativo no dia a dia. Preparado para as dicas? Então vamos a elas!

Mantenha-se bem informado sobre o que está fazendo

Imagine que você trabalha como designer gráfico e deve criar um folder para divulgar um novo shopping center que abriu na sua cidade. Para ajudá-lo no seu processo de criação desse material, é uma ótima ideia saber mais a respeito do local.

Afinal, quanto mais informações, maiores serão as suas referências e as ideias que vão surgir a partir delas. Percebe o que queremos dizer? É por isso que vale a pena ler sobre a empresa e a história dela, as lojas que vão marcar presenta no espaço e até, se possível, ver o lugar com os próprios olhos.

Procure por inspirações que o ajudem a produzir mais

Uma segunda dica para ter a criatividade sempre em alta: contar com pessoas que sirvam como fonte de inspiração e que o ajudem a manter o ritmo de produtividade. Por exemplo, se curte o universo das produções de maquiagem e decidiu seguir carreira na área, vale a pena pesquisar por maquiadores cujo trabalho você admira.

A partir disso, comece a acompanhar novidades, projetos e conteúdos que eles compartilham nas redes sociais. Tudo isso tende a render boas ideias com frequência, lhe desafiando a desenvolver suas habilidades. De quebra, você ainda descobre técnicas diferentes e inovadoras para colocar na sua rotina.

Compartilhe suas ideias com os colegas

Outra sugestão útil: compartilhar suas ideias com os colegas. Sim, a gente sabe que muita gente fica envergonhada e insegura ao fazer isso, por conta de possíveis críticas que podem rolar. Porém, é importante desencanar do medo delas!

Isso porque a crítica não significa só falar mal de algo ou alguém: ao contrário, também é mostrar aquilo que não está tão bom e pode ser melhorado ou corrigido. Portanto, aproveite essas conversas para explicar tudo aquilo que está na sua mente. Sem dúvidas, vão rolar várias sugestões capazes de afinar suas ideias e deixá-las cada vez mais interessantes, diferentes e com um baita potencial. Ou seja, só sucesso!

Viu só como o bloqueio de criatividade não é nenhum bicho de sete cabeças? Não à toa, o segredo para superá-lo é simples: encarar como realmente é, algo normal e que acontece com você, com seus amigos, familiares, colegas, professores etc. Por isso, siga as nossas dicas e não deixe essa situação o colocar para baixo, além do principal: exercite a criatividade todos os dias!

Curtiu o post e quer continuar conferindo novas dicas de como se dar bem na carreira profissional? Aproveite a visita e siga a JUMPER Cursos nas redes sociais: estamos no Facebook e no Instagram!

Tags:

Encontre a JUMPER! mais próxima

Ver unidades