fbpx

Você sabia que com as mudanças das leis existem dois fatores que mostram a necessidade de contratar um assistente jurídico? Afinal, já é sabido que o Brasil é conhecido pela criação e alteração constante da legislação, seja ela municipal, estadual ou federal. Em vista disso, tais mudanças tornam a vida dos empreendedores jurídicos muito complicada. 😏

Logo, escritórios de advocacia têm atendido à demanda por assistentes jurídicos para auxiliar nas funções diárias.

Se você tem curiosidade em saber o que é um assistente jurídico e quais são suas funções, continue a leitura e aprenda agora!

O que é assistente jurídico?

Esse é o profissional que auxilia nas questões jurídicas ou administrativas de um escritório de advocacia. Existem alguns tipos de assistentes jurídicos, com funções e remunerações diferenciadas — essas questões são determinadas conforme a demanda de cada negócio, assim como o grau de conhecimento técnico do assistente.

Cabe a cada um deles uma função diferente, fazendo com que a remuneração varie segundo o nível de responsabilidade de suas atividades.

Para ocupar o cargo, entretanto, o assistente jurídico deve estar registrado na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de ter conhecimento das principais diretrizes e princípios jurídicos do país.

Sua atuação pode se estender às pessoas físicas, à gestão pública ou empresas, assim como o ambiente de atuação, podendo ser em órgãos públicos ou escritórios de advocacia.

O que faz o assistente jurídico?

Ele pode executar muitas tarefas em um espaço jurídico, sendo que as funções de acompanhamento de processos administrativos e judiciais estão entre as mais comuns. Porém, o profissional costuma ser responsável por outras atividades, tais quais:

  • análise de documentos, contratos, sentenças e acordos;
  • controle de agenda dos advogados;
  • elaboração de relatórios e petições judiciais;
  • emissão de documentos;
  • atendimento aos clientes;
  • participação em audiências;
  • auxílio na elaboração de defesas ou acusações.

Assim sendo, ao determinar as funções de um assistente jurídico, é necessário levar em consideração seu grau de instrução e relacionar às demandas da sua empresa, de modo que suas melhores características sejam bem aproveitadas. Isso se consegue por meio de um curso profissionalizante!

Quais as características do assistente jurídico?

É relevante saber que não somente as habilidades técnicas do candidato, mas também suas características comportamentais são essenciais para assumir o cargo.

Assim sendo, ao contratar o futuro assistente jurídico da sua empresa, verifique se ele é:

  • determinado e responsável;
  • habilidoso para mediar conflitos e agir sob pressão;
  • persuasivo e inteligente emocionalmente;
  • comunicativo e organizado.

Lembre-se de optar por alguém proativo e que goste de aprender, pois é preciso que o candidato esteja atento aos movimentos do meio jurídico.

Quais os tipos de assistente jurídico?

Como já dissemos acima, o cargo de assistente jurídico pode ser preenchido por vários tipos de profissionais. Saiba quais são eles! 👇

Auxiliar Judiciário

O auxiliar judiciário é o profissional que desempenha tarefas de apoio operacional ao Poder Judiciário. Dentre suas principais funções estão desde a recepção até o acompanhamento de processos e documentos.

Por não ser uma atividade que exija muito conhecimento técnico, esse funcionário não precisa ter, necessariamente, uma formação na área do Direito.

Logo, ao ingressar no mercado de trabalho, apenas é exigido que se tenha cursado o ensino fundamental completo.

Técnico Judiciário

O técnico judiciário oferece suporte técnico e administrativo ao Poder Judiciário. Entre suas funções estão atendimento ao público, elaboração de relatórios e certidões, produção de documentos administrativos e financeiros, abertura e encerramento de audiências, além do acompanhamento de processos.

Por executar funções intermediárias, esse profissional deve ter o ensino médio completo ou um curso técnico em uma área que disponha de conhecimentos jurídicos.

Uma vez na carreira, é possível seguir em três áreas, todas com a mesma remuneração:

  • área judiciária;
  • área administrativa;
  • técnica de segurança e transporte.

Analista Judiciário

Já o analista judiciário é responsável por executar funções mais complexas, por exemplo: supervisões, planejamentos e assessoria jurídica.

No dia a dia é comum processar feitos, executar mandados, análises e pesquisas, além de elaborar pareceres.

Contudo, segundo a Constituição Federal, esse profissional pode ocupar apenas a vaga de analista judiciário caso seja aprovado em um concurso público.

Assessor Jurídico

O profissional é especialista, prestador de assessoria jurídica exclusiva para clientes de um escritório de advocacia. Ele analisa e elabora contratos, participa de audiências, assim como acompanha ações processuais.

Advogado

É o profissional graduado em Direito, registrado na OAB, cuja responsabilidade é defender e representar suas atividades jurídicas do escritório, como:

  • protocolar ações;
  • auxiliar em processos;
  • realizar consultoria;
  • apresentar assessoramento jurídico.

Quais as vantagens de contratar um assistente jurídico?

Dentre as vantagens de se contratar um assistente jurídico, veremos as principais a seguir. Confira!

Tomada de decisão

O assistente jurídico auxilia na análise de informações dos processos para que se tome decisões conscientes. Ele pode verificar documentos, analisar contextos necessários, além de trabalhar como um conselheiro para o seu negócio.

Apoio técnico

O apoio técnico costuma ser um dos principais motivos para a contratação de um assistente jurídico pela ajuda na leitura e elaboração de documentos, acompanhamento de processos, análises e auxiliar nas ações que ele oferece.

Apoio legal

O assistente jurídico, quando registrado na OAB, pode oferecer apoio legal em assuntos judiciais. Assim, você vai ter mais alguém que represente os clientes em audiências, caso não possa comparecer.

Além disso, as demandas do dia a dia de um escritório exigem que se atue de maneira preventiva. Isso pode ser feito pelo assistente jurídico.

Aqueles que sabem identificar dificuldades e agir de modo preventivo são profissionais muito importantes para seu negócio, uma vez que podem evitar eventuais prejuízos de tempo ou dinheiro.

Como dissemos ao longo do texto, muitos cargos exigem que o profissional tenha conhecimento teórico e prático de determinado assunto, como é o caso do assistente jurídico. Por isso, é bom saber sobre os cursos técnicos mais procurados e se informar sobre as vantagens que um curso profissionalizante traz para carreira! 😀

Para saber sobre o Curso de Assiste Jurídico que a Jumper Cursos oferece, entre em contato conosco e prepare-se para o futuro!

Tags:

Encontre a JUMPER! mais próxima

Ver unidades