Guia para escolher seu curso profissionalizante e arrasar no mercado

guia-para-escolher-seu-curso-profissionalizante-e-arrasar-no-mercado.jpeg

A crise financeira que abalou o Brasil nos últimos 4 anos — e deixou todo mundo quebrado — tornou o mercado de trabalho complicadíssimo para os jovens que buscam o primeiro emprego. Contudo, muitos estudantes têm conseguido driblar a concorrência e dar a volta por cima, investindo em cursos profissionalizantes.

Um dos maiores benefícios para quem opta por esse tipo de qualificação é que ela propõe uma formação ampla e voltada para a atuação no mercado de trabalho. Por isso, é perfeita para que os alunos aprofundem seus conhecimentos e aprendam uma profissão por meio da prática.

Diante dessas informações, fica claro que os cursos profissionalizantes são ótimos para quem deseja dar uma guinada na carreira e conquistar uma boa colocação no mercado de trabalho, não é mesmo?! Mas como escolher o curso certo? O que considerar antes de tomar uma decisão? Confira a seguir!

Afinal, o que são cursos profissionalizantes?

Os cursos profissionalizantes são aqueles que ensinam uma profissão e preparam o estudante para empreender ou atuar no mercado de trabalho. Com curta duração — aproximadamente 18 meses —, essa formação é ideal para quem precisa trabalhar, mas não tem qualificação profissional ou não pode esperar até concluir o ensino superior.

Quais os tipos de cursos profissionalizantes?

Os cursos profissionalizantes podem ser divididos em dois grupos:

  • formação inicial: essa modalidade ensina uma profissão, a partir da realização de atividades práticas e apresentação de conceitos básicos relacionados ao campo de atuação;
  • aperfeiçoamento: é voltado para as pessoas que já exercem uma profissão e querem se atualizar para conquistar um cargo ou salário melhores.

O que o mercado deseja e por que é tão importante se profissionalizar?

Embora a taxa de desemprego no Brasil tenha diminuído no segundo trimestre de 2018 — de acordo com a avaliação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) —, quando avaliada sob o ponto de vista do desemprego de jovens entre 14 e 17 anos e 18 e 24 anos, ela foi bem superior, chegando a 43,6% e 28,1%, respectivamente.

Esses dados mostram que está mais complicado para os jovens brasileiros entrar no mercado de trabalho e é fácil saber o porquê: já não basta o ensino básico para conquistar uma oportunidade — é necessário se destacar entre os concorrentes. Nesse sentido, contar com uma profissionalização se tornou uma questão de necessidade. 

Isso pode ser confirmado pela pesquisa apresentada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). De acordo com ela, o mercado apresenta ausência de profissionais com curso profissionalizante. Por esse motivo, mais de 70% dos estudantes com essa formação conseguem um emprego logo no primeiro ano após a conclusão do curso. 

A pesquisa afirma, ainda, que aproximadamente 40% das empresas brasileiras têm dificuldade para preencher as vagas de nível profissionalizante no estado de São Paulo. Isso porque elas não encontram candidatos qualificados para preencher os postos de trabalho. 

Sendo assim, fica claro que, em um cenário de alto desemprego, ter um curso profissionalizante no currículo se tornou a melhor garantia de emprego para quem precisa ter a certeza de que vai conseguir entrar no mercado de trabalho rapidamente.

Quais cursos profissionalizantes são os mais procurados?

Os cursos profissionalizantes respondem as necessidades do mercado de trabalho. Isso significa que eles correspondem aos campos de atuação em que há grande procura por profissionais qualificados.

Capacitando trabalhadores para todos os setores da economia, a profissionalização habilita os estudantes para trabalhar em indústrias, salões de beleza, escritórios, comércio, hotéis, serviços e em empresas diversas.

Veja quais são os cursos profissionalizantes mais procurados:

  • assistente de compras;
  • assistente de transações imobiliárias;
  • assistente jurídico;
  • atendente de consultório odontológico;
  • atendente de farmácia e consultório médico;
  • atendente de laboratório;
  • AUTOCAD;
  • auxiliar administrativo com secretariado;
  • capacitação para enfermagem;
  • CorelDRAW;
  • departamento pessoal;
  • desenho técnico mecânico;
  • Dreamweaver;
  • eletricista;
  • gestão de empresas;
  • logística;
  • inspetor de qualidade;
  • maquiagem profissional;
  • marketing e propaganda;
  • mecânica de moto;
  • metrologia;
  • recepcionista de hotel;
  • técnicas de contabilidade;
  • técnicas de produção de biodiesel;
  • técnicas de vendas;
  • turismo e hotelaria. 

Quais as vantagens de fazer um curso profissionalizante?

Com milhares de currículos em mãos, os empregadores tomaram uma medida drástica: contratar apenas profissionais bem capacitados.

Por isso, atualmente, não basta ter toda a boa vontade do mundo em aprender, é E-S-S-E-N-C-I-A-L ter uma formação profissionalizante para comprovar que você entende do assunto e, assim, aumentar as chances de conseguir uma oportunidade no mercado.

Pensando nisso, decidimos reunir, neste tópico, todas as vantagens de fazer um curso profissionalizante, assim, você se anima e se joga na formação. Vamos lá!

Entrada rápida no mercado

Enquanto o estudante que decide fazer um curso superior leva de 4 a 5 anos para conclui-lo, o aluno que dá preferência a um curso profissionalizante se forma em menos da metade do tempo — aproximadamente em 18 meses —, estando pronto para trabalhar.

Desse modo, podemos afirmar que o curso profissionalizante é, hoje, o maior parceiro dos alunos que querem entrar no mercado de trabalho rapidamente e conseguir bons salários, mas não têm tempo ou dinheiro para realizar uma graduação. 

Capacitação com foco na prática

É provável que o maior benefício de fazer um curso profissionalizante seja o foco no mercado de trabalho. Isso porque a abordagem que essa formação fornece prepara os trabalhadores para lidar com as situações rotineiras da profissão.

No curso de departamento pessoal, por exemplo, o aluno é preparado — com aulas teóricas e práticas — para lidar com os acontecimentos diários da profissão da forma mais profissional possível.

Para isso, quem faz o curso aprende:

  • planejamento trabalhista;
  • diferentes tipos de contrato de trabalho;
  • estudos dos direitos e deveres entre empregado e empregador;
  • estudos dos diferentes tipos de contratação e preenchimento de formulários;
  • registro de empregado;
  • estudos das relações entre empresa e estagiário(a);
  • cálculo de férias, 13º salário, horas extras, adicional de insalubridade e periculosidade, salário família e adicional noturno;
  • aviso prévio do empregador para dispensa do empregado;
  • aviso prévio do empregado para retirar-se do serviço;
  • aviso de advertência;
  • rescisão de contrato de trabalho e preenchimento de formulários;
  • rescisão de contrato de trabalho com justa causa;
  • noções de recrutamento, seleção e contratação de funcionários;
  • análise e elaboração de currículos;
  • estudos das relações trabalhistas e relações humanas;
  • motivação profissional.

Assim, fica claro que a formação profissionalizante oferece aos alunos as habilidades necessárias para que construam uma carreira de sucesso e façam a diferença como profissionais.

Baixo custo

Apesar de os valores variarem de acordo com o curso profissionalizante e a instituição de ensino escolhida, as mensalidades são sempre mais baratas que as dos outros tipos de cursos.

A melhor parte é que, além de pagar menos pela formação, os profissionais ganham mais quando têm profissionalização. Isso significa que não é preciso gastar muito para conseguir uma boa remuneração.

Podemos afirmar, então, que o curso profissionalizante é muito vantajoso e acessível financeiramente, o que faz dele uma excelente opção para quem está com a grana curta e precisa se capacitar sem comprometer a renda da família.

Poucos pré-requisitos

Quase todos os cursos profissionalizantes têm apenas um requisito: que o estudante tenha ou esteja concluindo o ensino médio. Além disso, algumas escolas profissionalizantes também colocam idade mínima — 16 ou 18 anos, dependendo do curso — como exigência. 

É importante destacar que alguns cursos podem ser feitos por quem tem apenas o ensino fundamental completo, o que é ótimo para quem voltou a estudar recentemente. Se esse for o seu caso, aproveite! 😀

Mais possibilidades na carreira profissional

Com o mercado exigindo cada vez mais inovação e habilidades técnicas dos trabalhadores, é provável que a maior vantagem do curso profissionalizante seja a possibilidade de renovação profissional.

A profissionalização permite que os profissionais de diversas áreas se atualizem e desenvolvam novas competências, o que é indispensável para quem deseja mudar de carreira, alcançar uma promoção e conquistar o emprego dos sonhos.

Vale lembrar que também existem vantagens para aqueles que ainda estão estudando — ou não se formaram — e querem o seu primeiro emprego. Isso porque o curso profissionalizante permite que os jovens tenham uma profissão e, consequentemente, uma caminhada profissional sólida.

Curso profissionalizante online X presencial: qual escolher?

Com os avanços tecnológicos, tornou-se comum o uso de ferramentas digitais para facilitar a vida pessoal e profissional da gente. É assim em várias áreas: na publicidade, com a utilização de novos instrumentos; na contabilidade, com os sistemas online; nas grandes empresas, com os recursos interativos e no marketing com as redes sociais, por exemplo.

Entretanto, uma dúvida persiste: será que vale a pena deixar de lado os modos tradicionais de fazer as coisas e investir na tecnologia? Talvez a melhor resposta para essa pergunta: depende! 

Na educação, é possível trabalhar com vídeos e interatividade de maneira rápida e simples, o que, antes, só podia ser feito na sala de aula, agora, também pode acontecer no ambiente digital. Isso significa que cabe ao estudante escolher qual modalidade de ensino é mais atraente e viável para a sua realidade. 

Se você está nessa encruzilhada, pensando em qual tipo de curso investir, fique tranquilo! Nós reunimos aqui as características dos cursos online e presencial. Dessa forma, você pode conhecer os prós de cada um e escolher aquele que combina mais com as suas preferências e expectativas de aprendizagem. Confira!

Cursos online

Acompanhe 3 benefícios de fazer um curso online!

Flexibilidade de horários

Embora a carga horária seja a mesma de um curso presencial, no curso online, é possível definir quando, onde e como você quer estudar. Com ele, você não fica preso aos horários e pode adaptar a rotina quando surgir algum compromisso importante, como uma entrevista de emprego, por exemplo.

No entanto, é indispensável ter comprometimento. Não é porque o curso é feito no conforto da sua casa que você não tem prazos ou tarefas a cumprir, certo? Portanto, se você for desorganizado e tiver dificuldade de concentração, talvez essa modalidade não seja a mais recomendada.

Possibilidade de rever as aulas

Além do apoio de materiais escritos — apostilas, arquivo em PDF e Word —, também é possível contar com o auxílio de videoaulas e rever todo o conteúdo quantas vezes forem necessárias. Com esse recurso, ficar com vergonha de perguntar e sair de uma aula com dúvidas vai se tornar coisa do passado.

Custo mais acessível

Basta fazer uma comparação entre as mensalidades dos cursos online e presenciais para perceber que o ensino online é mais barato. Isso acontece porque a escola pode utilizar o mesmo conteúdo e o mesmo tutor ou professor para centenas de estudantes. Além disso, é válido lembrar que, ao realizar um curso online, o aluno não terá gastos com transporte e alimentação, diminuindo ainda mais os custos da profissionalização. 

Cursos presenciais

Confira 3 vantagens de fazer cursos presenciais!

Acesso ao professor no ato

Diferentemente do que acontece no ensino online, no curso presencial, o aluno tem contato direto com o tutor ou professor, o que é ótimo para quem é comunicativo e gosta de tirar dúvidas no momento em que elas surgem. Além disso, isso possibilita ao educador a chance de explicar o conteúdo de uma forma diferente, facilitando o aprendizado.

Aumento da rede de contatos e trocas de experiências

No curso presencial, existe uma grande aproximação com os colegas de classe e com a equipe de professores, possibilitando o aumento da sua rede de contatos. Isso é indispensável para quem deseja ter uma boa colocação no mercado de trabalho, já que muitos cargos são preenchidos por indicação, ou melhor, pelo famoso QI — quem indica. 

Além de conhecer várias pessoas que podem ajudá-lo na carreira, também é possível fazer amizades para a vida toda e compartilhar conhecimento e dúvidas sobre os conteúdos, algo importantíssimo no processo de aprendizagem. 

Ganho nas aulas práticas

Outra grande vantagem da profissionalização presencial é a possibilidade de realizar aulas práticas, já que é possível fazer simulações sobre o dia a dia na futura atividade profissional, enriquecendo ainda mais a formação.

É interessante destacar que algumas escolas profissionalizantes fornecem o melhor dos dois mundos: cursos interativos. Você sabe o que é isso? É bem simples, na verdade. Esse tipo de curso acontece online dentro da própria instituição de ensino, a diferença dele para os outros é que existe um tutor à disposição dos estudantes durante as aulas. Legal, né?!

Agora que você já sabe quais as vantagens do ensino online e do presencial e percebeu como eles são diferentes, compare-os e tome a sua decisão de acordo com o seu perfil de aluno. Dessa forma, você evita dor de cabeça e arrependimentos futuros. #escolhaconsciente

Como escolher o curso profissionalizante ideal para meu perfil?

Quando estamos nos preparando para iniciar a vida adulta, uma pergunta se repete diariamente: “E aí, já decidiu o que vai fazer da vida?”. Enquanto alguns têm a resposta na ponta da língua, outros sentem calafrios só de pensar em ter que escolher uma carreira. #alôlibrianos

A boa notícia é que a indecisão, nesse caso, não assombra somente os nascidos sob o signo de libra, por exemplo, mas todos os jovens que são bombardeados de opiniões sobre o que deveriam fazer. Temos pais e mães lançando o famoso: “faz concurso, filho!” Temos tias e tios mandando fazer prova para as forças armadas; e os amigos incentivando a investir na carreira como youtuber porque “Samuel, tu é muito engraçado!”.

Se você está passando por isso, mantenha a calma! Nós já passamos por essa fase e sabemos como é difícil lidar com a pressão de ter que escolher uma profissão. Diante disso, decidimos reunir, neste tópico, algumas dicas para que você seja capaz de escolher o curso profissionalizante que tem mais a ver com suas expectativas, habilidades e interesses. Para conferir, acompanhe a leitura!

Liste as suas habilidades e preferências

Se você já tem uma carreira em vista, é provável que a escolha de um curso profissionalizante ocorra de maneira mais tranquila. No entanto, se você não tem ideia de por onde começar, seu primeiro passo deve ser avaliar suas habilidades e preferências.

O que você gosta de fazer? Pense na sua caminhada escolar até aqui. Quais matérias e assuntos despertam seu interesse? Que causas motivam você? Faça uma lista com essas informações — elas falam muito sobre quem você é.

Além do seu rumo escolar, sua vida fora da escola também pode dizer muito sobre você. Portanto, aproveite para acrescentar seus hobbys e competências na lista.

Nessa etapa, deixe a humildade de lado! Nada de pensar que não tem pontos fortes ou ficar inseguro na hora de listar suas habilidades. Mantenha em mente que, até mesmo, coisas simples do seu dia a dia podem dar pistas sobre o melhor caminho a seguir. 

Se, ainda assim, for difícil completar a sua lista, imagine que você precisa impressionar crushes/contatinhos/pessoas que você admira. Talvez fique mais fácil se soltar e reconhecer o mulherão/homão que você é. <3 

Pesquise sobre cursos de capacitação profissional

Agora que você já se conhece melhor, é hora de juntar as descobertas com informações sobre mercado de trabalho e cursos de qualificação profissional. Assim, você saberá quais são as opções que mais se relacionam com os seus interesses e habilidades.

Você sabe quantos cursos profissionalizantes existem? Sabe quais estão em alta no mercado e têm melhores condições de trabalho ou os salários mais altos? Todas essas perguntas podem ser respondidas por meio de pesquisa. Portanto, não tenha medo de bancar o Sherlock Holmes, beleza?! 🙂

Ahhhh, durante a sua investigação, não se esqueça de conversar com profissionais que já estão trabalhando na profissão: eles podem dar dicas valiosas sobre a realidade do mercado.

Defina seus objetivos

A qualificação profissional exige tempo e dinheiro. Por isso, antes de se inscrever em um curso, é fundamental que você defina seus objetivos.

Lembre-se de que essa é uma etapa essencial durante um processo de escolha, principalmente quando envolve questões profissionais.

Por exemplo: você já gosta de Direito, ama séries sobre advocacia, odeia injustiças e descobriu que existem várias profissões relacionadas ao exercício da lei. E agora, em que campo você poderia trabalhar? Dentro desse ramo, que vaga você quer preencher?

A definição de objetivos, nessa hora, é o que vai ajudar você a compreender o que esperar de um curso de capacitação profissional, além de esclarecer as suas expectativas após a formatura, permitindo que a experiência seja um tremendo sucesso. 

Escolha o curso de capacitação profissional ideal

Se você chegou até aqui, é provável que já tenha algumas possibilidades em mente. Nesse momento, é importantíssimo conversar com professores e alunos para se familiarizar com as alternativas escolhidas e acessar os sites das instituições de ensino profissionalizante que você está considerando.

Dessa forma, você conhecerá como funciona o curso e vai ficar preparado para os desafios que podem surgir durante a capacitação. 

Escolha a instituição de ensino profissionalizante

Agora que você já se decidiu por um curso de profissionalização, é hora de escolher a instituição de ensino ideal e garantir a formação que você merece ter.

Para descobrir se a escola profissionalizante atende às suas necessidades e ao que é pedido pelo mercado de trabalho, você deve considerar alguns aspectos. Veja quais:

Infraestrutura

A infraestrutura de uma instituição de ensino é um fator que merece atenção especial. Isso porque o ambiente em que um aluno estuda impacta diretamente seu desempenho. Sendo assim, é de suma importância que as salas de aula sejam ventiladas, espaçosas e iluminadas.

Tradição no mercado

Dê preferência para as escolas que têm tradição no mercado, pois, para estar em funcionamento há muito tempo, é necessário que a instituição tenha se readaptado diversas vezes às necessidades do mercado. Quando uma escola faz questão de se manter atualizada, ela prova que é sua prioridade oferecer a melhor formação possível aos estudantes.

Localização

Quando estiver pesquisando sobre a instituição de ensino em que pretende entrar, preste atenção na sua localização. É importantíssimo verificar se a região onde ela fica é de fácil acesso. Afinal, você não vai querer ter problemas com transporte depois, né?!

Modalidade de ensino

Se você não tem disponibilidade de tempo, é fundamental investigar se a escola onde pretende estudar oferece cursos online. Caso queira fazer um curso presencial, precisa checar se a instituição oferece aulas em horários e dias alternativos, beleza? Assim, você evita maiores problemas. 

Método de ensino

O mais importante na hora de escolher onde você vai estudar é conhecer o método de ensino e descobrir se ele dá match com seu perfil. Afinal, do que adianta estar em uma escola maravilhosa, se o jeito de ensinar dela não combina com a sua personalidade, não é mesmo?!

Chegamos ao fim! Esperamos que você tenha encontrado tudo o que precisava saber sobre cursos profissionalizantes e que este guia o ajude a começar a nova etapa da sua vida com o pé direito. Lembre-se de que os empregadores são como os técnicos do The Voice: eles só viram as cadeiras para os melhores! Portanto, invista em uma profissionalização de qualidade e prepare-se para ganhar o mundo!

Curtiu saber como escolher um curso profissionalizante e arrasar no mercado de trabalho? Quer ficar por dentro de tudo que rola por aqui? Então, assine a nossa newsletter e receba nossos conteúdos em primeira mão!