Notícias

empregabilidade1

Empregabilidade

Ter empregabilidade é um diferencial competitivo para quem está ativo no mercado de trabalho. Mas, você sabe o que esse termo significa? A empregabilidade pode ser compreendida como uma mescla de habilidades e competências necessárias para um profissional conquistar e se manter no mercado de trabalho. A empregabilidade é a capacidade de refletir, criar, analisar, se atualizar e sempre buscar se adaptar às constantes e contínuas mudanças impostas pela vida profissional.

O mercado exige mais a cada dia, pois ele se modifica e se renova a todo o momento. São novas demandas, fusões, tecnologias, novas aquisições, e claro, não podemos deixar a crise de lado, a crise econômica tem grande força sobre essas variações mercadológicas, consequentemente tudo isso impulsiona, cada vez mais, a competitividade entre os que lutam por um bom espaço no mercado de trabalho. Então, pare e pense:

  • A sua bagagem profissional e pessoal é o suficientemente interessante para o mercado?
  • Quais razões justificam uma empresa escolher você? Ou seja, que diferenciais você possuí, comparado a tantos outros profissionais? E não pense apenas no conhecimento que você possui. Ou nos cursos que você tem, claro, eles são de suma importância, afinal são eles que te darão bagagem para competir e se destacar no mercado de trabalho. Mas lembre, também, dos seus diferenciais únicos. Pense naquilo que te difere dos outros, ou seja, a sua personalidade, o seu caráter, o que faz você ser você?

Olhe para o mercado e para você com novos olhos, com olhos “famintos” por conhecimento e sabedoria, não se contente com ser bom ou ser igual, não seja só mais um no meio da multidão. Impacte, diferencie-se, atualize-se, amplie seu networking, leia mais, estude mais, vá mais ao teatro, interesse-se pelo que está acontecendo ao seu redor e em todo mundo e uma das coisas mais importantes, sonhe e sonhe alto, estabeleça metas e jamais desista delas, pois a única barreira que você pode encontrar no caminho é apenas você mesmo.

Texto: Fernanda Beatriz