Notícias

Dengue, Febre Zika e Chikungunya

Dengue, Febre Zika e Chikungunya 

Nos últimos tempos o assunto que esta mais em voga, no quesito saúde, remete a apenas um mosquito, mas três doenças. A Dengue, a Febre Zika e a Chikungunya estão deixando todos em alerta, são milhares de casos das doenças pelo mundo. No Brasil, o índice se torna ainda maior devido ao clima quente e úmido, propicio à fixação e propagação do mosquito Aedes Aegypti em território nacional.

A Dengue, Chikungunya e a Febre Zika são enfermidades virais que possuem sintomas parecidos o que acaba dificultando em muitos casos o diagnóstico. São pequenas e sutis as diferenças entre uma e outra doença, logo é importante estar atento aos sintomas e suas diferenças. Estas três doenças são transmitidas por um mesmo transmissor, ou seja, pelo mosquito denominado cientificamente como Aedes Aegypti, popularmente conhecimento como mosquito-da-dengue ou pernilongo-rajado.

Febre Zika, dentre as três doenças é uma das enfermidades que causa os mais leves dos sintomas, contudo é a que mais assusta as grávidas, pois pode afetar seriamente o feto. A Zika pode ocasionar na criança síndromes neurológicas como a Síndrome de Guillain-Barré, paralisia, e a tão debatida, atualmente, a microcefalia.

Dengue pode causar machas na pele, falta de ar, indisposição, fortes dores musculares, febre, fortes dores de cabeça e nos olhos. Esta é a doença mais comumente conhecida  e é uma das mais graves, pois pode levar á óbito em eventos mais graves, uma vez que pode provocar hemorragias.

A Chikungunya assim como a dengue pode ocasionar fortes febres e dores articulares por todo o corpo. A incidência de morte decorrente da Chikungunya é praticamente nula, entretanto pode afetar a condição de vida do paciente decorrente de agudas dores no corpo.

Texto: Fernanda Beatriz Sauer