Veja as diferenças entre Prouni, Fies e Sisu para economizar na faculdade

veja-as-diferencas-entre-prouni-fies-e-sisu-para-economizar-na-faculdade.jpeg

Você tem aquele grande sonho de entrar em uma faculdade, mas a graninha parece curta demais? Então, este post foi feito para você! Graças às iniciativas do Ministério da Educação (MEC), hoje em dia, existem 3 programas governamentais (Prouni, Fies e Sisu) que podem ajudá-lo a realizar esse sonho! Sim! Isso mesmo! \o/

No entanto, já, logo de cara, a gente avisa: você VAI precisar da nota do último ENEM para conseguir se beneficiar dessas oportunidades! Então, continue se esforçando para tirar aquela pontuação de responsa, beleza? #gabaritado #foco #força #fé

Mas e aí, quer saber mais sobre esses programas? Continue com a gente e fique ligado nas diferenças de cada um! ;D

O que é Prouni, Fies e Sisu, hein?

Como falamos, antes de mais nada, é preciso fazer a prova do ENEM do último ano para conseguir se candidatar a uma das vagas desses programas.

Agora, imaginando que já tenha feito esse exame e esteja prontíssimo para a próxima etapa, temos uma ótima notícia: as inscrições são de graça e são feitas pela internet! Assim, fica mais fácil, né? Mas, calma, porque as boas notícias não param por aqui. Confira! *-*

Prouni

O Prouni, ou Programa Universidade para Todos, foi criado lááá em 2004, com o objetivo de oferecer, a todos os estudantes de baixa renda, bolsas de estudo nas universidades privadas. Mas só podem participar dessa seleção os estudantes que cursaram todo o Ensino Médio em escolas públicas ou, como bolsistas, em escolas privadas.

E, sim, como já dissemos, você precisará arrasar na prova do ENEM do ano anterior à inscrição no Prouni! Para isso, a sua nota global precisa ser de, no mínimo, 450 pontos. Além do mais, a sua redação não pode ter sido zerada, beleza? 😉

Outro detalhe legal sobre conseguir essas bolsas é que existem dois tipos:

  • bolsas integrais — o estudante não paga nada para a universidade privada. Mas, para isso, o interessado, na fase de inscrição, precisa comprovar que a sua renda familiar mensal (isto é, o quanto de dinheiro todo mundo que mora na sua casa ganha juntos) é de até três salários mínimos;

  • bolsas parciais — o estudante precisa pagar metade (50%) do valor das mensalidades para a universidade privada. A outra metade é paga pelo Governo. Para essas bolsas, podem se candidatar aqueles que comprovarem a renda familiar mensal de até 5 salários mínimos.

Fies

Já o Fies, ou Fundo de Financiamento Estudantil, funciona como um grande empréstimo feito pelo Governo. Basicamente, as mensalidades dos estudantes nas universidades privadas são pagas pelo por esse órgão público. Mas, diferentemente das bolsas do Prouni, o estudante deve começar a pagar essa dívida, pouco a pouco, logo após o término do curso.

Isso porque, com as novas regras do Fies, a partir de 2018 o pagamento deve, sim, começar logo depois da conclusão da graduação — e não depois de 18 meses da formatura (como era antigamente). No entanto, essa possibilidade ainda é muito atraente, já que, dependendo do caso, podem ser pagas em até 14 anos! :O

Ah! Sem se esquecer de que existe uma saída, que é mega comum (e autorizada pelo MEC): os estudantes com bolsas parciais podem fazer o pedido de financiamento pelo Fies do valor que não é coberto pelo Prouni, jogando esses pagamentos lááá para o final do curso. #ficadica ;D

Sisu

Por último (e não menos importante), o Sisu, ou Sistema de Seleção Unificada, passou a ser o principal canal de entrada dos estudantes nas universidades públicas do Brasil e de Portugal, desde 2010. Antes disso, para concorrer a uma vaga pública, era preciso fazer provas em cada uma das universidades de interesse.

Por isso, se você tem um irmão mais velho, que fez vestibular antes de 2010, muito provavelmente se lembra das viagens que ele fazia para realizar as provas — já que, naquela época, os candidatos só podiam concorrer se fizessem o vestibular específico de cada uma das universidades. #socorro

Mas isso acabou! Agora, com o Sisu, você pode usar a mesma nota do ENEM para se candidatar para qualquer universidade pública do país! Desde que, é claro, você consiga a nota de corte do curso (ou seja, a nota mínima para conseguir a vaga naquele curso que tanto quer). Não é demais? xD

Tá! Mas e quais são as diferenças entre Prouni, Fies e Sisu? 

Como já deu para perceber, os 3 programas são bastante distintos. Mas uma coisa é certa: eles facilitam bastante a entrada dos estudantes brasileiros nas universidades públicas e privadas. Então, fique mais com a gente, e conheça agora algumas diferenças entre esses programas! 😀

Quem pode participar?

O Prouni é dedicado para facilitar a entrada dos estudantes de baixa renda em universidades privadas. Assim, só podem se candidatar a essas bolsas aqueles que tenham renda familiar de até 3 (para bolsas integrais) ou de até 5 salários mínimos (para bolsas parciais).

Já no Fies, podem participar os estudantes que tenham renda mensal familiar de até 3 salários mínimos. Mas atenção: aqui, é preciso comprovar que o aluno conseguirá pagar as mensalidades depois de terminar o curso, hein? Existem outras situações que bloqueiam as chances de participação nesse processo seletivo — como já ter participado do Fies uma vez, por exemplo.

No Sisu, qualquer estudante pode participar do processo seletivo! Entretanto, são reservadas algumas vagas (chamadas de cotas) aos estudantes negros, pardos e indígenas, com baixa renda familiar ou que estudaram todo o Ensino Médio em escolas públicas ou, como bolsistas, em escolas privadas.

Isso quer dizer que eles não concorrem com outros alunos, por exemplo, que frequentaram seus últimos anos de ensino em escolas particulares, certinho? 🙂

Quais são os períodos de inscrição?

No Prouni e no Sisu, as inscrições são abertas duas vezes ao ano, antes do começo de cada semestre. Assim, depois de cadastrada a nota do ENEM e escolhido o curso, o estudante precisa aguardar os prazos de aprovação e chamada de matrícula.

No Fies, as inscrições também são feitas no começo de cada semestre. No entanto, as datas para se candidatarem variam conforme o perfil do estudante! #ficaesperto 😉

Como fazer a inscrição?

Todas as inscrições e meios de acompanhamento são feitos 100% pela internet. Para saber mais sobre os prazos certinhos de inscrição, preenchimento de formulários e outras informações, você pode acessar esses sites: Prouni, Fies e Sisu.

Quais são os objetivos?

Como você viu, esses programas oferecem maneiras diferentes de entrar nas universidades públicas e privadas, para que os estudantes possam ser preparados para o mercado de trabalho.

Enquanto o Prouni e o Fies buscam ajudar os estudantes que tenham pouca ou nenhuma condição financeira a entrarem em universidades privadas, o Sisu garante o acesso de todos a universidades públicas. Agora ficou facinho, facinho de entender, hein? o/

Daí, agora você pode se planejar para logo, logo conseguir começar o seu tão sonhado Ensino Superior, seja ele em uma universidade pública, seja em uma particular, né? Afinal, esses são programas que podem ajudar muito você a realizar esse sonho de se tornar um universitário! Então, não se esqueça de estudar bastante para o ENEM, tá? Ele é a chave-mestra para desbloquear essa fase e abrir essa porta de oportunidades! 😉

Gostou do nosso artigo sobre o Prouni, Fies e Sisu? Então, assine nossa newsletter e fique por dentro desse e de muitos outros assuntos superinteressantes! xD