Novo ensino médio, você sabe o que mudou? Confira aqui!

novo-ensino-medio-voce-sabe-o-que-mudou-confira-aqui.jpeg

Se você é estudante, já deve ter ouvido falar do novo ensino médio ao menos uma vez na vida! Esse projeto tem dado o que falar, porque propõe MUITAS mudanças para a educação dos brasileiros. Você sabe quais são elas?

A proposta do Ministério da Educação (MEC) é fazer uma reforma total no ensino médio. Isso significa que vão ter muitas coisas diferentes na estrutura, nos conteúdos ensinados e na carga horária que conhecemos hoje. :O

O MEC está fazendo todas essas mudanças com a intenção de tornar a escola mais flexível e aumentar a liberdade de escolha dos alunos. Mas, como assim “flexível”? Que liberdade é essa que o estudante terá? Continue a leitura e entenda tudo sobre esse novo ensino médio! 🙂

Estrutura: o que muda?

A proposta do novo ensino médio é que as únicas matérias obrigatórias em todos os anos sejam português e matemática. Sim!!! As outras disciplinas serão optativas, ou seja, o estudante vai poder escolher quais quer fazer. Ah, o inglês também vai ser obrigatório, mas só nos dois primeiros anos.

Isso quer dizer que o aluno não precisa cursar todas as matérias, como é hoje. Maaas, isso não significa estudar menos, viu?! Todo mundo ainda vai ter que ir à escola e cumprir a quantidade de horas necessárias para poder se formar. O que muda na prática é o que vai ser estudado, dependendo da escolha do próprio estudante. #ficaadica

Você deve estar curioso para saber o que vai poder escolher, né? Ali embaixo, no tópico das disciplinas, mostramos quais são as opções. Mas antes, vamos explicar como deve funcionar a carga horária no futuro. Vamos lá!

Carga horária: vai aumentar?

Em breve, vai sim. Hoje em dia, a carga horária mínima é de 1000 horas por ano! Parecem muitas horas, mas quando divididas ficam 5 horas de aula por dia, certo? A proposta é que, no futuro, esse mínimo seja de 1800 horas. Mas não precisa surtar! Isso só vai ser possível quando as escolas tiverem capacidade de oferecer ensino integral (manhã e tarde) para todos.

Essa mudança provavelmente ainda vai levar alguns anos, porque vai ser necessário receber a verba do governo, reformar as escolas, contratar mais professores etc. Então, por enquanto, todo mundo vai continuar fazendo essas 5 horas por dia mesmo. 😉

Disciplinas: quais as opções de escolha?

O conteúdo de todos os níveis de ensino — do infantil ao médio  vai ser redefinido de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Mas o que isso significa?

Essa base sugere o ensino de “áreas do conhecimento” no lugar de “disciplinas”. Então, em vez de você ter aulas de química, física e biologia separadas, por exemplo, vai estudar os três conteúdos juntos na área de ciências da natureza e suas tecnologias (do mesmo jeito que aparece no ENEM). Dê uma olhada em como vai ser a divisão.

Todos os conteúdos vão ser divididos em 5 áreas:

  1. linguagens e suas tecnologias;

  2. matemática e suas tecnologias;

  3. ciências da natureza e suas tecnologias;

  4. ciências humanas e sociais aplicadas;

  5. formação técnica e profissional.

Isso quer dizer que, para se formar, você vai ter que estudar português (linguagens e suas tecnologias), matemática e suas tecnologias e mais algumas outras áreas até completar suas 1800 horas por ano. Essas outras áreas quem vai escolher é você, de acordo com os seus próprios gostos e interesses. Legal, né?! <3

Você deve ter visto que entre essas 5 áreas tem a formação técnica e profissional. Calma, isso não é nenhum bicho de 7 cabeças, no próximo tópico vamos explicar como isso funciona! #cenadospróximoscapítulos

Ensino técnico: como vai funcionar?

Além de tuuudo isso que já falamos, também está prevista a possibilidade de integrar o ensino médio ao técnico. Isso quer dizer que o aluno vai ter a alternativa de cursar as disciplinas do ensino técnico enquanto faz o ensino médio normal, estudando obrigatoriamente português e matemática, como explicamos.

Se fizer isso, o aluno vai receber um diploma do ensino médio junto com um certificado de ensino técnico quando se formar. Ou seja, ele terá feito o ensino profissionalizante junto com o médio! *-*

As disciplinas do técnico podem até ser usadas como créditos, caso o aluno faça faculdade e escolha alguma profissão relacionada ao que estudou. Incrível, né?! 

O que achou de tudo isso? A expectativa é que as mudanças comecem já no ano que vem, então é muito importante saber o que o novo ensino médio está trazendo para a educação brasileira! 😉

E aí, gostou do post? Está com alguma dúvida sobre todas essas mudanças? Deixe seu comentário aqui embaixo, vamos bater um papo! ;D.