Manutenção de motos: qual a diferença entre a preventiva e corretiva?

manutencao-de-motos-qual-a-diferenca-entre-a-preventiva-e-corretiva.jpeg

Dizem por aí que brasileiro é apaixonado por carro. Essa afirmação pode até ser verdadeira, mas se existe um meio de transporte que desperta paixões ardentes e avassaladoras entre pessoas de todas as idades é a motocicleta. No entanto, para um deslocamento tranquilo e seguro pelas estradas, a manutenção de motos é um cuidado essencial, sabia? #top

Isso porque, além de garantir a segurança do condutor e do passageiro, manter o veículo em dia assegura a sua resistência e uma boa funcionalidade — assim, é possível dar rolês incríveis por aí e o melhor de tudo: sem nenhuma dor de cabeça. 🤗

Apesar disso, é importante ressaltar que existem dois tipos de manutenção de motos: a preventiva e a corretiva. Não sabe o significado de cada uma elas? Então, este conteúdo foi feito para você. Continue a leitura e descubra as principais diferenças sobre esses cuidados indispensáveis com sua motoca. Bora lá?

Redução de custos

Como o próprio nome indica, a manutenção corretiva visa o conserto imediato de algum problema que esteja comprometendo o funcionamento do veículo, enquanto a manutenção preventiva tem o objetivo de evitar ou reduzir panes e defeitos (ah vá! Cê jura?).

Nesse caso, se formos analisar as categorias pelo aspecto financeiro, a primeira opção pode até parecer mais vantajosa em curto prazo — afinal, uma vez que não nos preocupamos com a manutenção da moto, não gastamos nosso rico dinheirinho em oficinas mecânicas e lojas de peças.

Porém, não podemos nos esquecer de que sem as revisões periódicas, fica difícil monitorar as falhas e defeitos do veículo. Consequentemente, o risco da moto apresentar algum problema mecânico aumenta muito. #help

Por outro lado, embora a manutenção preventiva demande um gasto com vistorias e tudo mais, as chances de a motocicleta quebrar são menores. Além disso, ao acompanhar a saúde do veículo, é possível investir em um planejamento financeiro para arcar com todas as despesas — ou seja, se você pretende economizar, não deixe de investir na prevenção. 🤑

Planejamento

Por falar em planejamento, por meio da manutenção preventiva é perfeitamente possível programar os procedimentos de reparo da motocicleta. Dessa forma, você pode se organizar com antecedência para deixar o veículo na oficina quando quiser (e puder).

Já no caso da manutenção corretiva, o planejamento é praticamente inexistente — como esse tipo de serviço é utilizado para corrigir um problema que já existe, o jeito é deixar a motoca no conserto e torcer para ela ficar pronta antes do final de semana chegar, né. 😉

Possibilidade de programação

De maneira geral, as manutenções corretivas não são programadas. Isso acontece porque é difícil saber ao certo quando os danos vão acontecer. Além do mais, a ausência desse planejamento faz com que os gastos e o tempo de reparo nesse tipo de serviço sejam bastante elevados. Em contrapartida, ao optar pelo tipo preventivo, as possibilidades de programação são super reais. #show

Assim, não é só a manutenção que é planejada, pois, além de prever os gastos com as revisões, troca de peças e mão de obra, você também consegue se programar quanto ao seu deslocamento — seja para pedir um Uber pelo app do celular, seja para descolar aquela carona esperta com o crush. 😍

Produtividade

Se a sua principal ferramenta de trabalho é a moto, então, os cuidados com o bem devem ser ainda maiores. Afinal de contas, além de garantir o cumprimento de sua rotina profissional, a manutenção do veículo ainda pode interferir diretamente em sua produtividade. Demais, não? 😁

Pensando nisso, se você busca se destacar na função, a opção preventiva pode ser uma excelente aliada, já que ela contribuir para garantir a boa funcionalidade de sua motoca. Por outro lado, ao acelerar demais e deixar de lado as vistorias, você corre um sério risco de ficar sem esse importante recurso, hein! Portanto, fique de olho e arrase nos cuidados com o veículo \o/

Momento de manutenção

Assim como os gastos, a manutenção preventiva permite que você identifique o melhor momento para deixar a sua moto na revisão. Na prática, isso significa que você pode decidir o melhor dia, horário e ocasião para realizar essa importante tarefa.

No entanto, quando optamos pela manutenção corretiva, dificilmente será possível elegermos o momento mais adequado para isso. Como essa alternativa tem o propósito de consertar algum problema que já tenha se manifestado, a única coisa que nos resta é dirigir até um mecânico de confiança e deixar que ele recupere o veículo — e sem ficar pistola, ok?

Vantagens

Sem dúvidas, a manutenção corretiva apresenta uma enorme vantagem, que é o conserto real oficial do problema. Entretanto, como na maioria das vezes o reparo é realizado em caráter de urgência, é possível que os gastos sejam um tanto quanto elevados, ou seja, você acaba gastando mais do que gostaria. 😕

Já a revisão preventiva permite que você minimize o risco de acidentes e imprevistos nas estradas e, ainda, reduz a ocorrência de quebras repentinas. Além disso, ela prolonga a vida útil de sua motoca, aumenta a sua produtividade e garante o rendimento máximo do veículo. Tá bom de vantagens ou quer mais? 😲

Ok, que existem duas formas de manutenção de motos, você já entendeu. Porém, e quanto à eficiência, qual a melhor opção?

Se você respondeu preventiva, então, parabéns, você acertou. Isso porque essa categoria apresenta inúmeros benefícios aos proprietários e condutores de motocicletas — desde o planejamento financeiro até a otimização do rendimento dos veículos.

Como você pôde ver, a manutenção preventiva e a corretiva apresentam diferentes processos e finalidades. Por isso, se você busca manter uma rotina organizada, tranquila e produtiva, é importante se planejar com antecedência e elaborar um cronograma de vistorias e reparos para a sua moto, combinado? 🙂

Assim, além de garantir a conservação e o bom funcionamento do veículo, você ainda assegura a sua segurança e de seu carona — aí, basta colocar o capacete, acelerar e realizar passeios incríveis por aí. #partiu

Agora que você já sabe tudo sobre manutenção de motos, que tal investir em um curso profissionalizante na área? Confira mais sobre a formação de mecânica de moto e faça já a sua matrícula.